Unidade Cristã – Pr. Elton Carlos – Vice Presidente COMEC

Publicado:

Por: ELTONCARLOS


Poderíamos de uma maneira rasa tentar definir a palavra unidade que para muitos significa padronização orgânica da igreja e seus institutos denominacionais. Alguns pensariam ainda que a unidade seria um convênio entre igrejas, porém Jesus afirma expressamente sua ideia sobre unidade algo tão importante que antes mesmo da crucificação o mesmo passou ministrando até intercedendo pelos seus discípulos e por todos nós para que pudéssemos aprender da unidade e sua finalidade (João 17:21-23).

Podemos defini-la pelas palavras como coesão; integração; união. Na unidade não significa que todos se tornam iguais, que as diferenças desapareçam, mas significa que cada um abre mão do seu “pensamento próprio” para caminhar junto numa mesma visão, num mesmo propósito com os demais, para o cumprimento de metas estabelecidas pela liderança ou coletivamente.

A unidade cristã em nossa cidade enfrenta muitos obstáculos uma vez que existe uma névoa do que seja essa proposta. Devido uma compreensão ruim a unidade sempre esteve relacionada aos projetos políticos partidários e humanos o que afastou alguns no decorrer dos anos de militar em uma bandeira crucial para o cristianismo. Temos visto uma igreja que se mobiliza pelo que é contra, porém isso não tem atraído às pessoas para dentro das congregações.

Em uma visão moderna e adequada a nossa época a Igreja deve declarar pelo que é a favor. Somos a favor de uma sociedade sem acepção de pessoas, uma sociedade em que não haja falta de pão, de saúde, de paz. Esses motivos nos distinguem de modelos e pensamentos frutos de afirmativas sem reflexão que condicionam pensamentos de muitos cristãos a algo meramente fruto de um treinamento de consciência. A unidade de valores e princípios nos faz entender que o maior escândalo não são os atos imorais julgados por pseudo moralistas, mas sim vidas oprimidas por um processo de construção histórico perverso que leva inevitavelmente o homem desiludido ao álcool, a menina sem condições de vida descente e referências familiares a prostituição, que leva ainda pela falta de oportunidades o pobre a mendigar o pão. Esses escândalos todos debaixo dos nossos olhos jamais poderão passar despercebidos uma vez que é carne moída humana sendo processada e destinada aos lugares escusos de nossa sociedade.

A unidade cristã é se levantar contra as realidades construídas por influência espiritual maligna e que avança sobre o terreno das almas sem Cristo e de almas que pensam estar em Cristo. O poder da unidade é uma obra mobilizadora que crê e espera contra a própria esperança por dias melhores e dias em que Jesus residira nas relações humanas saudáveis e harmônicas. O evangelho é poderoso, a unidade é poderosa! (Mateus 18:19)


Compartilhar:

Comentários: